junho 11, 2012
Mayra Caju Warren

8 comments

Uma nova etapa

É comum as pessoas falarem de “nova etapa” quando recebem uma promoção no trabalho, começam uma família, ou abrem um novo negócio. Difícil é ouvir alguém chamar de nova etapa uma retomada de um processo que se achava estar finalizado. Pois eu chamo assim este meu momento.

Há muitos meses não escrevo no Cajureba. São vários os motivos, mas pra quê perder tempo com explicações? Vamos ao que interessa: estou começando tudo de novo. Só não é do ZERO porque já aprendi metade do que precisava para vencer a batalha contra a dermatite. Então começo do CINCO. Meio caminho andado… nada mau!

Ela voltou.

Foto do dia 21 de maio de 2012. As palmas das mãos foram as áreas mais atingidas. Mas também tive lesões na lateral e nas costas das mãos e até nos dois antebraços.

Voltou com tudo, com todo o nervosismo, as bolinhas de pus, a coceira, a dor, a vergonha, a incomodação, as perguntas irritantes (“o que foi com a sua pele?”).

A dermatite voltou. Me encontrou em um dos momentos mais felizes da minha vida, agora vivendo do ladinho da praia, dançando novamente, estudando teatro, andando de bike mais do que nunca. Mesmo assim, a “mardita” voltou.

Mas por quê voltou?

Por incrível que pareça, mesmo quando a gente acerta na alimentação (confesso que cometi alguns escorregões antes de estourar a dermatite, mas mesmo assim, o motivo era outro) estamos suscetíveis a errar em outros campos.

Acontece que antes de chegar ao meu maravilhoso momento de bliss com a casa nova, o processo de mudança de casa e fechamento do verão no Crepe Soleil foram dolorosos e estressantes.

Culminou com isso uma falta de grana que me fez parar com as minhas massagens e me preocupar muito com a economia da família Warren. Enquanto isso tudo acontecia eu tocava em frente sem parar pra avaliar como eu realmente estava. Fui engolindo a vontade de gritar, de chorar, de receber ajuda. Essa bomba-relógio um dia tinha de estourar. E foi assim que dois meses depois ela estourou.

Mas é possível isso?

É. Na verdade, é bem comum. Alguns meses depois de um evento estressante o corpo demonstra os sinais do estrago. Isso acontece com diversas doenças de cunho psicosomático. Eu sei disso agora porque pela primeira vez resolvi pesquisar sobre a dermatite atópica.

E achei muita coisa que tem me ajudado bastante. Vou dividir com vocês o que estou aprendendo sobre como controlar o estresse e não baixar a guarda para que nunca mais tenha que lidar com essa doença dita incurável!

Me aguardem! Unidos venceremos!

Ignorem a cara de bocó! eheheheh Vou trazer mais fotos nos próximos posts. Vocês vão ver, isso vai sumir!!!!

P.S.: Alguns sites explicam bem o que é a dermatite atópica e quase todos ligam a doença ao estresse. Se você se interessa por isso, leia aqui, aqui, ou aqui.

Anúncios

8 thoughts on “Uma nova etapa

  1. Oi Mayra, encontrei seu blog buscando por “dermatite nas mãos” …eu sofro de dermatite como você e fico com as mão iguaizinhas àss suas ou até piores, além da coceira no resto do corpo.
    Fiquei feliz de ver que você parece estar no caminho de cura da sua dermatite.Eu sei que em grande parte está relacionado com alimentação, sei de tudo o que devo e não devo.
    Já tentei ser macrobiótico, vegetariano, vegano, crudivoro….o caminho é esse, mas já aprendi qu enão posos ser extremo, que deve ser gradual nessa transformação.
    Ainda vou ver toodas as suas postagens antigas e certamente descobrir como que começou esse seu grande processo de trnasformação 🙂
    Parabéns pelo blog!

  2. Pingback: Cadê a dermatite? « Cajureba

  3. sou Cintia, estou desesperada com essa tal de dermatite, nunca passei por isso e a um ano venho lutando contra esse problema, sinto-me muito mal, trabalho com crianças e tenho sofrido bastante, já estou na terceira opinião dermatologica e não vejo cura, preciso de ajuda, dicas em geral.

    • Oi Cintia! Não se desespere, que piora a dermatite!
      Se informe, procure saídas mais naturais. O mais importante é evitar ao máximo os medicamentos fortes, como os corticóides, pelo simples motivo que eles não curam o problema. Converse com o seu dermatologista sobre as opções que você pode tomar que ajudam a prevenir e a tratar de forma natural o seu problema. Lembrando sempre que tratar de forma natural geralmente significa conviver com a crise por mais tempo e ter mais paciência consigo mesma.

      • oi Mayra, obrigada, to bastante feliz de saber que vc me ouviu, to muito insatisfeita, minha mão piora, melhora, piora, melhora e assim vai. Bem, vou buscar meios de me cuidar, tentar me acalmar, o que mais está dificil é aceitar a médica dizendo “vc é sensive”, quando eu nunca fui ou pelo menos achava que não. Mas, vamos lá, vamos à luta, as férias estão chegando, vou viajar com a família, fazer umas aulas de dança, tentar ser feliz. Obrigada, abraços e até logo.

  4. Pessoal. Também tenho essa atopia aí, nas mãos. O que tem me ajudado muito é auto-hemoterapia. Já testaram. Se interessar, contatar por meu email. Repasso tudo o que tenho juntado sobre o tema. Att. Jr.

  5. E tem também a vitamina b2 em altas doses! Tudo natural. Nada de corticoides, conforme orientação de meu médico… 8))

Deixe um comentário

Required fields are marked *.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Phd Mama

A Parenting & Multicultural Lifestyle Blog

Âncora Sandubar

Rio Tavares, Florianópolis, Brasil

Espaço Cardamomo

O Cardamomo é uma sementinha aromática muito utilizada na culinária indiana, que além de dar um sabor especial aos pratos doces, possui propriedades terapêuticas que auxiliam na digestão, aumenta ojas (imunidade) e favorece o rejuvenescimento, experimente!

palavras de magno

um portal de opiniao entrevistas contos e tudo que tiver direito

Papacapim

desmistificando a culinária vegetal

Funny for Nothing

The world as I see it

It Girls Go Bad

Be "It" Darling!

Diariamente....

Todo dia uma mensagem para a Vida!

Flor e chá

Moda inclusiva, acessível e inspiradora

Paredes Móveis

Coisas do Cotidiano

Illustrated Bites

an illustrated food blog

Portfólio

Uma coleção de trabalhos jornalísticos

Finger, Fork & Knife

I'm Kate and Finger, Fork and Knife is where I record the recipes that excite, nourish and inspire me. I focus on wholesome, high-nutrition, home-cooked food - recipes that satisfy and delight. Welcome!

veggiezest

Vegan & Vegetarian recipes from around the world

%d blogueiros gostam disto: